Estão abertas as pré-inscrições para a participação no CIRCO Hub Portugal

O primeiro track de formação sobre modelos de negócio circulares inicia-se em setembro de 2021 e destina-se a empresas responsáveis pela fabricação de produtos.

A primeira sessão de formação sobre design circular para designers decorrerá em outubro.

A participação é gratuita.

Este website foi desenvolvido para browsers de computador, a sua visualização em tablets e smartphones poderá apresentar algumas incorreções.

Objetivos

A transição para uma economia circular não acontece espontaneamente. É necessária a atuação concertada de todos os atores da sociedade e envolve múltiplas áreas de saber e de especialização.

O objetivo principal do CIRCO Hub Portugal é incentivar a economia circular através do design. Neste projeto, as empresas e os designers trabalham em conjunto para desenvolverem produtos, serviços e modelos de negócio circulares, segundo uma metodologia de formação desenvolvida nos Países Baixos (programa CIRCO).

Até ao final do projeto (dezembro de 2022), o CIRCO Hub Portugal propõe-se:

    • Capacitar 100 empresas, com 2 representantes por empresa, que participarão em tracks de desenvolvimento de negócios circulares CIRCO (numa série de 3 workshops);

    • Formar 60 designers, que participarão em sessões de 1 dia sobre design circular CIRCO.
0
Capacitar 100 empresas
0
Formar 60 designers

Porquê participar?

A circularidade é uma forma de dar substância aos objetivos de sustentabilidade da sua empresa que faz sentido do ponto de vista do negócio. Ao participar no CIRCO, irá contribuir para o desenvolvimento de uma economia mais circular, em que os produtos e materiais são reutilizados e retêm o seu valor.

Os negócios circulares oferecem novas oportunidades de negócio. Aumentam a sua competitividade, criando valor para a sua empresa e para os seus clientes.

Porquê participar no CIRCO?

    • O programa já apoiou mais de um milhar empresas e formou centenas de designers. A partilha de exemplos e de aprendizagens relevantes destas empresas ajudarão a sua empresa a chegar mais longe.

    • Terá acesso a conhecimentos concretos utilizáveis e ferramentas de design que são partilhadas internamente e podem depois ser utilizadas para outros projetos circulares.

    • Irá desenvolver um roteiro de implementação de um negócio circular a curto prazo, bem como possíveis alterações mais sistémicas e de médio/longo prazo para a sua empresa.

    • O CIRCO proporciona o desenvolvimento de negócios e produtos circulares que seriam difíceis para uma empresa ou designer trabalhando isoladamente. Isto é possível através da abordagem de design em modo colaborativo. Participar no CIRCO oferece-lhe muitas oportunidades de se ligar a uma comunidade crescente de pessoas e entidades interessadas na economia circular.

Uma oportunidade a não perder: este é um projeto único e uma oportunidade de fazer parte de um grupo de líderes em circularidade. Entre connosco neste desafio!

Metodologia CIRCO

A metodologia adotada no CIRCO Hub Portugal tem sido desenvolvida pelo programa holandês CIRCO desde 2015. Aborda o design circular através de 6 estratégias de design e de 5 arquétipos de modelos de negócio, trabalhados em sessões criativas e colaborativas.

    • Os representantes das empresas participam num track de design de negócios circulares CIRCO (que consiste numa série de 3 workshops distribuídos ao longo de um mês).
    • Os designers participam numa sessão de design circular CIRCO com a duração de 1 dia.

Os participantes irão:

      • Identificar novas oportunidades de negócio.
      • Usar estratégias de design e de modelos de negócio circulares para redesenhar as suas próprias propostas de produtos e serviços.

Estrutura de cada track.

A participação no CIRCO Hub Portugal é gratuita e limitada a 10 empresas por track e 15 designers por sessão.

No final de cada track, os participantes terão desenvolvido um roteiro concreto para pôr em prática um produto, serviço e/ou modelo de negócio circular, tornando esses tracks mais eficazes do ponto de vista da implementação.

A publicação de referência para o CIRCO é o livro “Products that last”.

C.A. Bakker, M.C. den Hollander, E. van Hinte, Y. Zijlstra (2014). Products That Last – Product design for circular business models. TU Delft Library/Marcel den Hollander IDRC.

Equipa

Facilitadores

LNEG

Cristina Sousa Rocha

Investigadora da Unidade de Economia de Recursos do LNEG e responsável pela área de Economia Circular, coordena projetos nacionais e internacionais de ID&D e formação nos domínios do ecodesign, design para a sustentabilidade e economia circular, aplicados a produtos, sistemas produto-serviço e modelos de negócio.

A sua formação e experiência combinam as áreas de sustentabilidade ambiental e de sustentabilidade social ao nível das empresas e das cadeias de valor, com uma perspetiva de ciclo de vida e uma visão sistémica. Tem-se dedicado ao desenvolvimento conceptual e metodológico, à produção científica, à docência e formação e à normalização nas suas áreas de especialidade.

Tem estado envolvida em diversos projetos que recorrem à formação-ação como mecanismo para promover a mudança organizacional e tem uma larga experiência de trabalho com indústrias de diversos setores. Acredita que o design tem um papel essencial para se enfrentarem os desafios de (in)sustentabilidade associados aos atuais padrões de produção e consumo e para combater o modelo predominantemente linear da economia.

É licenciada em Engenharia do Ambiente, Mestre em Engenharia Sanitária e em 2002 defendeu provas públicas de acesso à carreira de investigação científica com uma dissertação sobre “Sistemas de Gestão Ambiental – Em Direção do Desenvolvimento Sustentável?”. Coordena o CIRCO Hub Portugal.

David Camocho

Licenciado em design industrial e mestre em design e produção industrial pelo IADE, Universidade Europeia, David Camocho colabora, desde 2001, com o LNEG, Laboratório Nacional de Energia e Geologia no desenvolvimento de projetos de investigação nas áreas do design, ecodesign, sustentabilidade e economia circular. É ainda professor assistente convidado no IADE, onde promove a integração de metodologias e conceitos de sustentabilidade na gestão e prática do design.

Empenhado no desenvolvimento de metodologias e ferramentas para integrar sistematicamente a sustentabilidade e a economia circular no processo de desenvolvimento das empresas, aumentando o valor acrescentado e fomentando a inovação de produtos, processos, sistemas e modelos de negócio, está atualmente a desenvolver a sua investigação em design e economia circular no âmbito do programa de doutoramento no IADE focado em apoiar a transição para a economia circular e sustentável através do design.

Motivado em promover a prática do design, o qual é reconhecido como um catalisador para a transição do modelo tradicional para uma economia mais restauradora, regenerativa e circular e em resposta aos desafios que estes profissionais enfrentam no seu dia-a-dia no desenvolvimento de produtos e serviços de uma forma mais inteligente e inovadora, prolongando as suas vidas e ajustando a função dos produtos ao sistema, considera que metodologia e ferramentas desenvolvidas pelo CIRCO, com um enfoque na aplicação prática e orientada para o projeto, será uma mais-valia para toda a comunidade de designers e empresas.

Filipa Amorim

Filipa Amorim é investigadora na área da energia, ambiente e recursos na Unidade de Economia dos Recursos do Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG). A sua investigação tem estado centrada no planeamento da transição para sistemas sustentáveis de energia, obedecendo a mecanismos concorrenciais e a metas de baixo carbono. O seu trabalho mais recente inclui serviços de clima, competitividade de hidrogénio, lítio e outros materiais para a descarbonização, e usos de água no contexto de baixo carbono.

Tem cerca de 20 anos de experiência em investigação em vários centros de investigação portugueses, em estreita colaboração com os stakeholders e integrada em redes internacionais de investigação. O seu trabalho tem sido publicado e apresentado internacionalmente. Lecionou em Mestrados e supervisiona trabalhos de alunos.

Com a Economia Circular visa promover o uso eficiente dos recursos no metabolismo de sistemas, explorando possibilidade do eco-design de produtos e suas cadeias de valor e implementando estratégias de inovação de modelos de negócios para promover transições informadas ecologicamente, neutras em carbono e sustentáveis.

É doutorada (2014) em Sistemas Sustentáveis de Energia, na subárea Planeamento e Modelação de Sistemas de Energia, pelo Instituto Superior Técnico (IST) e Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) Universidade de Lisboa, no âmbito do Programa MIT Portugal. Licenciada em Economia pela Universidade de Coimbra. Pós-graduada em Comunicação e Imagem pelo Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing (IADE).

João Mascarenhas

João Mascarenhas é investigador em Pulverometalurgia e Processamento de Materiais no LNEG. Desenvolve trabalho de II&D conjuntamente com a indústria nacional e europeia nas áreas automóvel, fabrico de moldes, pulverometalurgia, processamento de materiais, prototipagem rápida e ferramentas rápidas e materiais para a energia.

Atualmente, é uma consequência natural que, ao usar e compartilhar os princípios e conhecimentos de EC, um futuro melhor possa ser criado. Por isso é tão relevante para toda a Humanidade que os investigadores e a indústria comecem a interagir o mais rápido possível, iniciando e mantendo uma colaboração produtiva na transição para uma sociedade sustentável. 

Não há dúvida de que a EC ganhou preponderância nos últimos anos como um novo paradigma económico. Enquanto a EC estabelece uma visão muito definida para um futuro sustentável, ainda é necessário trabalhar no presente. Consequentemente, a gestão, aplicação e a investigação existentes na EC precisam de um maior entendimento de como ir do presente para o futuro, usando novos métodos para explorar futuros alternativos, melhores e mais sustentáveis.

Jorge Alexandre

Licenciado em Design de Equipamento pela FBAUL, mestre em Gestão e Qualidade de Materiais pela FCT/UNL, provas públicas para investigador auxiliar “Desempenho industrial baseado no conceito de Valor-contributo da análise funcional”. Iniciou o seu trajeto no LNEG em 1990 com a participação em projetos nos domínios da Análise do Valor, Análise Funcional e Gestão pelo Valor. Integrou a equipa que desenvolveu a metodologia e o manual sobre Valor Sustentável. Nos últimos anos as suas áreas de investigação têm sido em torno do desenvolvimento, implementação e capacitação de metodologias e ferramentas orientadas para o valor sustentável, eco-eficiência, design sustentável e circular e modelos de negócio circulares.

“Como designer de formação, e como analista da função e do valor por convicção, a possibilidade de participar neste desafio reveste-se de uma enorme importância profissional e pessoal. Por um lado, a aprendizagem e a partilha de experiências, por outro a possibilidade de transferir esse conhecimento de uma forma metódica para empresas e designers. Objetivo: alcançar de uma forma participada e colaborativa, melhores produtos e modelos de negócio através do design circular. No fundo, contribuir para consolidar alguns alicerces de uma sociedade mais sustentável. Sim, porque se num projeto temos que ter uma abordagem sistémica e pensar no todo, se as suas fundações, onde tudo assenta, não forem sólidas…valor perdido!!!”

IAPMEI

António Oliveira

Engenheiro Químico, Mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia, Curso de Doutoramento em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, exercendo atividade com incidência na atividade industrial, atualmente como Chefe do Departamento de Políticas de Empresa da Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. (IAPMEI) e coordenação da Agenda do IAPMEI para a Economia Circular. Professor Adjunto Convidado do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) envolvendo temas de gestão das organizações e sustentabilidade. Embaixador da Aliança ODS Portugal (ODS 9-Indústria, Inovação e Infraestruturas).

A Economia Circular constitui uma visão estratégia transformadora da sociedade contemporânea, conducente a uma sociedade mais sustentável e próspera, reconhecendo o papel essencial dos atores económicos, empresas e cidadãos, geradora de novos paradigmas na relação entre as práticas de produção e consumo e suas cadeias de valor. Assenta na  inovação suportada na capacitação e aplicação das ferramentas do design para a circularidade e do design thinking, conduzindo à existência de novos produtos, processos, serviços e modelos de negócio, contribuindo assim para um relacionamento mais equilibrado e criativo entre as empresas, os consumidores e os recursos naturais garantindo a criação de valor sustentável como propósito empresarial, condição da sustentabilidade da competitividade e numa abordagem holística, envolvendo toda a cadeia de valor das organizações.

A expetativa é que o CIRCO HUB Portugal pelo seu potencial de transformação da economia e da sociedade, através da adesão das empresas industriais, contribua para uma mudança estruturante suportada na capacitação das empresas participantes em novas ferramentas e inerente criação de novas práticas/respostas empresariais, alinhadas com a alteração/mudança de paradigma no sentido de uma economia mais sustentável e com empresas mais competitivas.

Filipe Carmo

É licenciado em Contabilidade e Administração – Ramo: Administração e Controlo Financeiro.

Trabalha desde 2010 no IAPMEI, realizou inicialmente funções de análise, acompanhamento da execução, avaliação de metas e objetivos de projetos de investimento.

Atualmente, exerce funções no Departamento de Auditoria Interna e colabora na execução do programa “Portugal Sou Eu”. 

A Economia Circular é um grande desafio para as organizações modernas, necessária à transição para o paradigma do Desenvolvimento Sustentável.

Miguel Lamela

Licenciado em Medicina Veterinária, exerceu funções na área alimentar, onde foi formador e coordenador de cursos de formação profissional.

Atualmente trabalha no IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P., na área do licenciamento industrial, tendo desenvolvido guias de boas práticas para o setor industrial e participado na formação dirigida aos profissionais do setor e da administração pública. Desenvolveu e coordena um curso de formação, na modalidade de e-learning, sobre o licenciamento da atividade industrial.

Com a participação no programa CIRCO espera poder contribuir para a aplicação de estratégias e práticas de economia circular em Portugal. Estas serão fundamentais para que o setor industrial vença o enorme desafio de conseguir, num curto prazo, responder, de modo sustentável, ao aumento da procura de bens e serviços resultante do crescimento da população humana.

Rita Vilela

Formadora, gestora de formação, escritora infantojuvenil e psicóloga clínica.

Competências mais relevantes:

– formação e metodologias formativas
– área comportamental
– criatividade e metodologias criativas, incluindo design thinking
storytelling e comunicação de ideias

A minha motivação para me juntar ao CIRCO é poder contribuir para a necessária mudança de atitudes e práticas, sensibilizando e capacitando as empresas na procura de soluções mais circulares e sustentáveis.

Gestão

LNEG

(Coordenador do CIRCO Hub Portugal)

Cristina Sousa Rocha

(Responsável do projeto)

David Camocho

Jorge Alexandre

IAPMEI

APA

Júlia Tomaz

Isabel Pereira

Helena Miranda

Dília Jardim

José Paulino

Enquadramento

O CIRCO Hub Portugal desenvolve-se no âmbito de um Protocolo de Colaboração Técnica e Financeira entre o Fundo Ambiental, o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), a Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), no apoio à execução do Programa CIRCO, constante do Despacho n.º 1897/2021, de 15 de fevereiro, que tem por objeto a implementação e acompanhamento de um programa de capacitação de empresas em modelos de negócios e design de produtos baseados nos objetivos da Economia Circular.

O LNEG, na qualidade de coordenador do CIRCO Hub Portugal, assinou um acordo de cooperação com a entidade holandesa CLICKNL/CIRCO, cujo objetivo é maximizar o impacto da economia circular através da aplicação de metodologia de design circular CIRCO em Portugal.

Agradecimento

O CIRCO Hub Portugal agradece à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) o apoio na disponibilização de recursos CIRCO em língua portuguesa.

Eventos/Notícias

Abertas as pré-inscrições para a participação no CIRCO Hub Portugal
Criar negócios através do design circular

8 Julho 2021
Foi lançado em Portugal, no passado dia 18 de junho, o projeto CIRCO Hub Portugal, criado a partir do programa holandês CIRCO.NL - Creating Business through Circular Design, e resultante de uma colaboração entre o LNEG, o IAPMEI e a APA, financiado pelo Fundo Ambiental.

Este projeto constitui uma oportunidade única para as empresas nacionais fazerem a transição para produtos e modelos de negócios baseados na Economia Circular, recorrendo a um programa de formação testado e com uma elevada taxa de sucesso.

A participação no CIRCO Hub Portugal é gratuita para as empresas e profissionais de design que, desta forma, irão contribuir para o desenvolvimento de uma economia mais circular, enquanto aumentam a sua competitividade, criando valor para si e para os seus clientes.

O primeiro track de formação (conjunto de 3 workshops) sobre modelos de negócio circulares inicia-se em setembro de 2021 e destina-se a empresas responsáveis pela fabricação de produtos.

A primeira sessão de formação sobre design circular para designers decorrerá em outubro.

Os interessados podem formalizar a sua participação através do preenchimento dos formulários:

Formulário para empresas
Formulário para designers

Logo que possível, serão divulgadas as datas dos eventos.

Assista aqui à gravação da sessão de lançamento do passado dia 18 de junho.

Evento de Lançamento

18 Junho 2021
No próximo dia 18 de junho pelas 14h30 decorrerá a sessão de lançamento do Programa CIRCO Hub Portugal.

Outras iniciativas

Informação disponível em breve.

Galeria

Sessão de lançamento do Programa CIRCO Hub Portugal

Sessão de lançamento do Programa CIRCO Hub Portugal
Cristina Rocha (LNEG) | Júlia Tomaz (IAPMEI)

Contactos

LNEG — Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Estrada da Portela
Bairro do Zambujal
Apartado 7586, Alfragide
2610-999 Amadora
Portugal

Telefone
(+351) 21 092 46 00

Email

circohubportugal@lneg.pt

www.lneg.pt

IAPMEI — Agência para a Competitividade e Inovação, I. P.
Estrada do Paço do Lumiar
Campus do Lumiar
Edifício A
1649-038 Lisboa
Portugal

Telefone

(+351) 21 383 60 00

Email
academia.pme@iapmei.pt

www.iapmei.pt

APA — Agência Portuguesa do Ambiente
Rua da Murgueira 9
Zambujal - Alfragide
2610-124 Amadora
Portugal

Telefone

(+351) 21 472 82 00

Email
encpe@apambiente.pt

www.apambiente.pt

© 2021 | CIRCO Hub Portugal