NOTÍCIAS

Novidades do CIRCO Hub Portugal e próximos tracks

Terminou hoje o 3º dia do track dedicado às embalagens para vinho, organizado em parceria com o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo. Para este setor, utilizou-se uma metodologia um pouco diferente dos tracks anteriores, pois estamos predominantemente perante produtos de utilização única (tanto as embalagens primárias como as secundárias).

Clique aqui para saber mais…

Este website foi desenvolvido para browsers de computador, a sua visualização em tablets e smartphones poderá apresentar algumas incorreções.

Objetivos

A transição para uma economia circular não acontece espontaneamente. É necessária a atuação concertada de todos os atores da sociedade e envolve múltiplas áreas de saber e de especialização.

O objetivo principal do CIRCO Hub Portugal é incentivar a economia circular através do design. Neste projeto, as empresas e os designers trabalham em conjunto para desenvolverem produtos, serviços e modelos de negócio circulares, segundo uma metodologia de formação desenvolvida nos Países Baixos (programa CIRCO).

Até ao final do projeto (dezembro de 2022), o CIRCO Hub Portugal propõe-se:

    • Capacitar 100 empresas, com 2 representantes por empresa, que participarão em tracks de desenvolvimento de negócios circulares CIRCO (numa série de 3 workshops);

    • Formar 60 designers, que participarão em sessões de 1 dia sobre design circular CIRCO.
0
Capacitar 100 empresas
0
Formar 60 designers

Porquê participar?

A circularidade é uma forma de dar substância aos objetivos de sustentabilidade da sua empresa que faz sentido do ponto de vista do negócio. Ao participar no CIRCO, irá contribuir para o desenvolvimento de uma economia mais circular, em que os produtos e materiais são reutilizados e retêm o seu valor.

Os negócios circulares oferecem novas oportunidades de negócio. Aumentam a sua competitividade, criando valor para a sua empresa e para os seus clientes.

Porquê participar no CIRCO?

    • O programa já apoiou mais de um milhar empresas e formou centenas de designers. A partilha de exemplos e de aprendizagens relevantes destas empresas ajudarão a sua empresa a chegar mais longe.

    • Terá acesso a conhecimentos concretos utilizáveis e ferramentas de design que são partilhadas internamente e podem depois ser utilizadas para outros projetos circulares.

    • Irá desenvolver um roteiro de implementação de um negócio circular a curto prazo, bem como possíveis alterações mais sistémicas e de médio/longo prazo para a sua empresa.

    • O CIRCO proporciona o desenvolvimento de negócios e produtos circulares que seriam difíceis para uma empresa ou designer trabalhando isoladamente. Isto é possível através da abordagem de design em modo colaborativo. Participar no CIRCO oferece-lhe muitas oportunidades de se ligar a uma comunidade crescente de pessoas e entidades interessadas na economia circular.

Uma oportunidade a não perder: este é um projeto único e uma oportunidade de fazer parte de um grupo de líderes em circularidade. Entre connosco neste desafio!

Metodologia CIRCO

A metodologia adotada no CIRCO Hub Portugal tem sido desenvolvida pelo programa holandês CIRCO desde 2015. Aborda o design circular através de 6 estratégias de design e de 5 arquétipos de modelos de negócio, trabalhados em sessões criativas e colaborativas.

    • Os representantes das empresas participam num track de design de negócios circulares CIRCO (que consiste numa série de 3 workshops distribuídos ao longo de um mês).
    • Os designers participam numa sessão de design circular CIRCO com a duração de 1 dia.

Os participantes irão:

      • Identificar novas oportunidades de negócio.
      • Usar estratégias de design e de modelos de negócio circulares para redesenhar as suas próprias propostas de produtos e serviços.

Estrutura de cada track.

A participação no CIRCO Hub Portugal é gratuita e limitada a 10 empresas por track e 15 designers por sessão.

No final de cada track, os participantes terão desenvolvido um roteiro concreto para pôr em prática um produto, serviço e/ou modelo de negócio circular, tornando esses tracks mais eficazes do ponto de vista da implementação.

A publicação de referência para o CIRCO é o livro “Products that last”.

C.A. Bakker, M.C. den Hollander, E. van Hinte, Y. Zijlstra (2014). Products That Last – Product design for circular business models. TU Delft Library/Marcel den Hollander IDRC.

Equipa

Facilitadores

LNEG

Cristina Sousa Rocha

Investigadora da Unidade de Economia de Recursos do LNEG e responsável pela área de Economia Circular, coordena projetos nacionais e internacionais de ID&D e formação nos domínios do ecodesign, design para a sustentabilidade e economia circular, aplicados a produtos, sistemas produto-serviço e modelos de negócio.

A sua formação e experiência combinam as áreas de sustentabilidade ambiental e de sustentabilidade social ao nível das empresas e das cadeias de valor, com uma perspetiva de ciclo de vida e uma visão sistémica. Tem-se dedicado ao desenvolvimento conceptual e metodológico, à produção científica, à docência e formação e à normalização nas suas áreas de especialidade.

Tem estado envolvida em diversos projetos que recorrem à formação-ação como mecanismo para promover a mudança organizacional e tem uma larga experiência de trabalho com indústrias de diversos setores. Acredita que o design tem um papel essencial para se enfrentarem os desafios de (in)sustentabilidade associados aos atuais padrões de produção e consumo e para combater o modelo predominantemente linear da economia.

É licenciada em Engenharia do Ambiente, Mestre em Engenharia Sanitária e em 2002 defendeu provas públicas de acesso à carreira de investigação científica com uma dissertação sobre “Sistemas de Gestão Ambiental – Em Direção do Desenvolvimento Sustentável?”. Coordena o CIRCO Hub Portugal.

David Camocho

Licenciado em design industrial e mestre em design e produção industrial pelo IADE, Universidade Europeia, David Camocho colabora, desde 2001, com o LNEG, Laboratório Nacional de Energia e Geologia no desenvolvimento de projetos de investigação nas áreas do design, ecodesign, sustentabilidade e economia circular. É ainda professor assistente convidado no IADE, onde promove a integração de metodologias e conceitos de sustentabilidade na gestão e prática do design.

Empenhado no desenvolvimento de metodologias e ferramentas para integrar sistematicamente a sustentabilidade e a economia circular no processo de desenvolvimento das empresas, aumentando o valor acrescentado e fomentando a inovação de produtos, processos, sistemas e modelos de negócio, está atualmente a desenvolver a sua investigação em design e economia circular no âmbito do programa de doutoramento no IADE focado em apoiar a transição para a economia circular e sustentável através do design.

Motivado em promover a prática do design, o qual é reconhecido como um catalisador para a transição do modelo tradicional para uma economia mais restauradora, regenerativa e circular e em resposta aos desafios que estes profissionais enfrentam no seu dia-a-dia no desenvolvimento de produtos e serviços de uma forma mais inteligente e inovadora, prolongando as suas vidas e ajustando a função dos produtos ao sistema, considera que metodologia e ferramentas desenvolvidas pelo CIRCO, com um enfoque na aplicação prática e orientada para o projeto, será uma mais-valia para toda a comunidade de designers e empresas.

Filipa Amorim

Filipa Amorim é investigadora na área da energia, ambiente e recursos na Unidade de Economia dos Recursos do Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG). A sua investigação tem estado centrada no planeamento da transição para sistemas sustentáveis de energia, obedecendo a mecanismos concorrenciais e a metas de baixo carbono. O seu trabalho mais recente inclui serviços de clima, competitividade de hidrogénio, lítio e outros materiais para a descarbonização, e usos de água no contexto de baixo carbono.

Tem cerca de 20 anos de experiência em investigação em vários centros de investigação portugueses, em estreita colaboração com os stakeholders e integrada em redes internacionais de investigação. O seu trabalho tem sido publicado e apresentado internacionalmente. Lecionou em Mestrados e supervisiona trabalhos de alunos.

Com a Economia Circular visa promover o uso eficiente dos recursos no metabolismo de sistemas, explorando possibilidade do eco-design de produtos e suas cadeias de valor e implementando estratégias de inovação de modelos de negócios para promover transições informadas ecologicamente, neutras em carbono e sustentáveis.

É doutorada (2014) em Sistemas Sustentáveis de Energia, na subárea Planeamento e Modelação de Sistemas de Energia, pelo Instituto Superior Técnico (IST) e Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) Universidade de Lisboa, no âmbito do Programa MIT Portugal. Licenciada em Economia pela Universidade de Coimbra. Pós-graduada em Comunicação e Imagem pelo Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing (IADE).

João Mascarenhas

João Mascarenhas é investigador em Pulverometalurgia e Processamento de Materiais no LNEG. Desenvolve trabalho de II&D conjuntamente com a indústria nacional e europeia nas áreas automóvel, fabrico de moldes, pulverometalurgia, processamento de materiais, prototipagem rápida e ferramentas rápidas e materiais para a energia.

Atualmente, é uma consequência natural que, ao usar e compartilhar os princípios e conhecimentos de EC, um futuro melhor possa ser criado. Por isso é tão relevante para toda a Humanidade que os investigadores e a indústria comecem a interagir o mais rápido possível, iniciando e mantendo uma colaboração produtiva na transição para uma sociedade sustentável. 

Não há dúvida de que a EC ganhou preponderância nos últimos anos como um novo paradigma económico. Enquanto a EC estabelece uma visão muito definida para um futuro sustentável, ainda é necessário trabalhar no presente. Consequentemente, a gestão, aplicação e a investigação existentes na EC precisam de um maior entendimento de como ir do presente para o futuro, usando novos métodos para explorar futuros alternativos, melhores e mais sustentáveis.

Jorge Alexandre

Licenciado em Design de Equipamento pela FBAUL, mestre em Gestão e Qualidade de Materiais pela FCT/UNL, provas públicas para investigador auxiliar “Desempenho industrial baseado no conceito de Valor-contributo da análise funcional”. Iniciou o seu trajeto no LNEG em 1990 com a participação em projetos nos domínios da Análise do Valor, Análise Funcional e Gestão pelo Valor. Integrou a equipa que desenvolveu a metodologia e o manual sobre Valor Sustentável. Nos últimos anos as suas áreas de investigação têm sido em torno do desenvolvimento, implementação e capacitação de metodologias e ferramentas orientadas para o valor sustentável, eco-eficiência, design sustentável e circular e modelos de negócio circulares.

“Como designer de formação, e como analista da função e do valor por convicção, a possibilidade de participar neste desafio reveste-se de uma enorme importância profissional e pessoal. Por um lado, a aprendizagem e a partilha de experiências, por outro a possibilidade de transferir esse conhecimento de uma forma metódica para empresas e designers. Objetivo: alcançar de uma forma participada e colaborativa, melhores produtos e modelos de negócio através do design circular. No fundo, contribuir para consolidar alguns alicerces de uma sociedade mais sustentável. Sim, porque se num projeto temos que ter uma abordagem sistémica e pensar no todo, se as suas fundações, onde tudo assenta, não forem sólidas…valor perdido!!!”

IAPMEI

António Oliveira

Engenheiro Químico, Mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia, Curso de Doutoramento em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, exercendo atividade com incidência na atividade industrial, atualmente como Chefe do Departamento de Políticas de Empresa da Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. (IAPMEI) e coordenação da Agenda do IAPMEI para a Economia Circular. Professor Adjunto Convidado do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) envolvendo temas de gestão das organizações e sustentabilidade. Embaixador da Aliança ODS Portugal (ODS 9-Indústria, Inovação e Infraestruturas).

A Economia Circular constitui uma visão estratégia transformadora da sociedade contemporânea, conducente a uma sociedade mais sustentável e próspera, reconhecendo o papel essencial dos atores económicos, empresas e cidadãos, geradora de novos paradigmas na relação entre as práticas de produção e consumo e suas cadeias de valor. Assenta na  inovação suportada na capacitação e aplicação das ferramentas do design para a circularidade e do design thinking, conduzindo à existência de novos produtos, processos, serviços e modelos de negócio, contribuindo assim para um relacionamento mais equilibrado e criativo entre as empresas, os consumidores e os recursos naturais garantindo a criação de valor sustentável como propósito empresarial, condição da sustentabilidade da competitividade e numa abordagem holística, envolvendo toda a cadeia de valor das organizações.

A expetativa é que o CIRCO HUB Portugal pelo seu potencial de transformação da economia e da sociedade, através da adesão das empresas industriais, contribua para uma mudança estruturante suportada na capacitação das empresas participantes em novas ferramentas e inerente criação de novas práticas/respostas empresariais, alinhadas com a alteração/mudança de paradigma no sentido de uma economia mais sustentável e com empresas mais competitivas.

Filipe Carmo

É licenciado em Contabilidade e Administração – Ramo: Administração e Controlo Financeiro.

Trabalha desde 2010 no IAPMEI, realizou inicialmente funções de análise, acompanhamento da execução, avaliação de metas e objetivos de projetos de investimento.

Atualmente, exerce funções no Departamento de Auditoria Interna e colabora na execução do programa “Portugal Sou Eu”. 

A Economia Circular é um grande desafio para as organizações modernas, necessária à transição para o paradigma do Desenvolvimento Sustentável.

Rita Vilela

Formadora, gestora de formação, escritora infantojuvenil e psicóloga clínica.

Competências mais relevantes:

– formação e metodologias formativas
– área comportamental
– criatividade e metodologias criativas, incluindo design thinking
storytelling e comunicação de ideias

A minha motivação para me juntar ao CIRCO é poder contribuir para a necessária mudança de atitudes e práticas, sensibilizando e capacitando as empresas na procura de soluções mais circulares e sustentáveis.

Gestão

LNEG

(Coordenador do CIRCO Hub Portugal)

Cristina Sousa Rocha

(Responsável do projeto)

David Camocho

Jorge Alexandre

IAPMEI

APA

Júlia Tomaz

Isabel Pereira

Helena Miranda

Dília Jardim

José Paulino

Enquadramento

O CIRCO Hub Portugal desenvolve-se no âmbito de um Protocolo de Colaboração Técnica e Financeira entre o Fundo Ambiental, o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), a Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), no apoio à execução do Programa CIRCO, constante do Despacho n.º 1897/2021, de 15 de fevereiro, que tem por objeto a implementação e acompanhamento de um programa de capacitação de empresas em modelos de negócios e design de produtos baseados nos objetivos da Economia Circular.

O LNEG, na qualidade de coordenador do CIRCO Hub Portugal, assinou um acordo de cooperação com a entidade holandesa CLICKNL/CIRCO, cujo objetivo é maximizar o impacto da economia circular através da aplicação de metodologia de design circular CIRCO em Portugal.

Agradecimento

O CIRCO Hub Portugal agradece à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) o apoio na disponibilização de recursos CIRCO em língua portuguesa.

Eventos/Notícias

Novidades do CIRCO Hub Portugal e próximos tracks

4 maio 2022

Terminou hoje o 3º dia do track dedicado às embalagens para vinho, organizado em parceria com o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo. Para este setor, utilizou-se uma metodologia um pouco diferente dos tracks anteriores, pois estamos predominantemente perante produtos de utilização única (tanto as embalagens primárias como as secundárias).

Foram já 42 as empresas que participaram no programa de capacitação do CIRCO Hub Portugal e que desenvolveram novos produtos e modelos de negócio mais circulares. A taxa de satisfação com a formação tem sido muito elevada (acima de 8 pontos num máximo de 10) e esperamos que as empresas beneficiem não só com os resultados diretos do track – novo produto/modelo de negócio e respetivo roteiro de implementação –, mas também aplicando a metodologia a outros produtos e serviços da organização. Os “murais” (quadros digitais onde os participantes fazem os exercícios) são confidenciais e ficam disponíveis para cada empresa pelo menos 6 meses após a formação.

O próximo track é igualmente dedicado a embalagens, mas não exclusivamente orientado para um setor específico. Está programado para 19 de maio, 2 e 9 de junho, online e as inscrições ainda estão abertas.

O track seguinte, que decorrerá ainda antes do Verão, será generalista, ou seja, para empresas de qualquer setor que cumpram os critérios de elegibilidade.

Conheça o programa de formação e inscreva-se num dos próximos tracks aqui.
Para saber mais acerca da metodologia, veja este vídeo e consulte as informações disponíveis neste site.

track concluído… início do 4º track do CIRCO Hub Portugal

15 março 2022

Projeto CIRCO Hub Portugal: 3º track concluído…
Completou-se a 3 de março de 2022 o 3º track de design de negócios circulares no âmbito do CIRCO Hub Portugal. Mais 7 empresas nacionais tiveram a oportunidade de aplicar a metodologia CIRCO ao design de modelos de negócio e produtos mais circulares e de estabelecer planos concretos de implementação.

As empresas deste track multissetorial são diversificadas: a Aloft e a AMF, que produzem respetivamente calçado técnico e de segurança; a Castros, no campo da iluminação festiva; a Faprol, da indústria metalomecânica; da indústria extrativa e de mobiliário em pedra participou a Formas de Pedra; do mobiliário em cortiça a Movecho e, na vertente da louça metálica, a Silampos.

Os participantes aderiram de forma entusiástica à metodologia CIRCO e tiveram oportunidade de desenvolver e partilhar, durante as sessões, os seus objetivos em termos de oportunidades de aplicação de modelos de negócios circulares e de estratégias de design.

Dos resultados obtidos destacam-se a utilização de subprodutos para produzir novos produtos, o aumento da durabilidade dos produtos assim como a sua versatilidade e customização. Na sua maioria, agregaram ao modelo de negócio a componente de serviços pós-venda (nomeadamente o aluguer, o leasing, a reparação, a manutenção e a reutilização), de forma a criar mais valor económico e ecológico ao seu negócio e a fidelizar os clientes.

Ficou mais uma vez demonstrado o potencial que a metodologia CIRCO possui para impulsionar empresas dinâmicas e que pretendem fazer evoluir o seu negócio para um patamar ainda mais sustentável e circular, oferecendo uma proposta de valor estruturada que vá ao encontro desses objetivos. Equipas motivadas tiram um maior partido desta experiência e fazem com que o projeto CIRCO Hub Portugal continue a abraçar este desafio como uma verdadeira missão de capacitação do tecido empresarial nacional no domínio do design de modelos de negócios circulares.

Este track foi desenvolvido e ministrado por formadores e facilitadores nacionais, tendo no final sido atribuída a António Oliveira (IAPMEI) e a João Mascarenhas (LNEG) a merecida certificação de formadores CIRCO. O CIRCO Hub Portugal conta agora com 5 formadores certificados.

…e o 4º track iniciado!!!
Como os objetivos do CIRCO Hub Portugal são ambiciosos, uma semana depois da conclusão do 3º track, deu-se início ao 4º track, desta vez orientado para empresas do setor têxtil e do calçado. Estão neste momento 10 empresas a desenvolver novos modelos de negócio, explorando opções de circularidade ao nível do próprio negócio e do design de produtos.

Acompanhe todos os desenvolvimentos e junte-se a nós neste desafio!

Início do 3º Track do CIRCO Hub Portugal

7 fevereiro 2022

A capacitação de empresas em design circular continua!

Teve início no passado dia 3 de fevereiro o terceiro track de formação, no qual um novo grupo empresas nacionais iniciaram o seu percurso de desenvolvimento de modelos de negócio e produtos mais circulares.

Este track, que conta com a participação de 7 empresas dos setores do calçado, mobiliário, artigos de cozinha, iluminação e metalomecânica realiza-se online entre fevereiro e março e, após a realização do primeiro dia de trabalhos, as empresas estão manifestamente motivadas na análise da sua cadeia de valor e na identificação de oportunidades de desenvolvimento de soluções mais circulares e sustentáveis.

Acompanhe o projeto CIRCO Hub Portugal e os seus resultados e entre connosco no desafio da economia circular.

Já estão planeados novos Tracks durante ano de 2022 nos quais ainda se poderá inscrever.

CIRCO Hub Portugal: experiência e primeiros resultados da capacitação de empresas em design circular

7 fevereiro 2022

Decorreu no dia 25 de janeiro de 2022 o evento de divulgação e apresentação dos primeiros resultados da capacitação de empresas em design circular, no âmbito do projeto CIRCO Hub Portugal. Este projeto é financiado pelo Fundo Ambiental, coordenado pelo LNEG - Laboratório Nacional de Energia e Geologia, I.P. e executado em parceira com o IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação e a APA - Agência Portuguesa para o Ambiente.

O evento online, onde estiveram presentes mais de uma centena de participantes representando entidades e empresas das mais variadas áreas da economia nacional, contou com uma intervenção de Pieter van Os, responsável do programa CIRCO Internacional, que fez o enquadramento da implementação do programa nos vários países e refletiu no percurso realizado até agora em Portugal. Teve também a participação de Daniel Pan, da Casa Firjan, que partilhou a sua experiência enquanto dinamizador do primeiro hub internacional (Brasil) e uma síntese dos resultados até agora alcançados.

Por seu lado, a equipa do CIRCO Hub Portugal apresentou os principais resultados obtidos nos dois tracks já realizados, que contaram com 17 empresas de diversos setores.

Os participantes no evento tiveram, assim, a oportunidade de conhecer o projeto em detalhe, os objetivos, as condições de participação e os resultados que se podem obter com a participação nos tracks de formação, bem como o programa de capacitação das empresas e dos designers para o ano 2022.

Para mais detalhes clique aqui para assistir ao vídeo da sessão.

CIRCO Hub Portugal: experiência e primeiros resultados da capacitação de empresas em design circular

25 de janeiro de 2022 | 15h00 – 16:h30 (online)

O projeto CIRCO Hub Portugal é um programa de capacitação e transformação dirigido a empresas e a designers, coordenado pelo LNEG em parceria com o IAPMEI e a APA e financiado pelo Fundo Ambiental.

Trata-se da implementação em Portugal do programa internacional CIRCO (Creating Business through Circular Design) desenvolvido nos Países Baixos, que aplica o design e design thinking ao desenvolvimento de produtos, serviços e modelos de negócio circulares, trabalhados em sessões criativas e colaborativas.

Em Portugal já foram realizados dois tracks (ou seja, duas séries de três workshops), com a participação de 17 empresas de diversos setores, pelo que é oportuno dar a conhecer os resultados já obtidos e as novas propostas circulares que foram desenvolvidas pelas empresas.

Assim, neste evento os participantes ficarão a conhecer em detalhe o projeto, as condições de participação e os resultados que podem obter, quer a nível de um projeto de desenvolvimento concreto, quer da oportunidade de integração numa rede de conhecimento em design circular que será certamente muito útil para o futuro das empresas e designers empenhados na transição para a sustentabilidade. Terão ainda oportunidade de conhecer o movimento internacional e a experiência do Brasil.

Se é designer ou representa uma empresa com interesse no tema da economia circular, não perca esta oportunidade de se familiarizar com o CIRCO Hub Portugal, esclarecer quaisquer dúvidas e conhecer um pouco da experiência de quem já integrou esta iniciativa.

A participação é gratuita, sujeita a inscrição em https://bit.ly/3zTNxEQ.

Para mais informações, contactar circohubportugal@lneg.pt.

Programa do evento

Participação gratuita sujeita a inscrição em:
https://bit.ly/3zTNxEQ

Para mais informações contactar circohubportugal@lneg.pt

Projeto CIRCO Hub Portugal, o desafio continua...

10 dezembro 2021

Terminou no passado dia 07 de dezembro o 2º Track de design de negócios circulares no âmbito do CIRCO Hub Portugal. Mais 8 empresas nacionais tiveram a oportunidade de aplicar a metodologia CIRCO ao desenvolvimento de modelos de negócio e produtos mais circulares, com planos de implementação definidos para os próximos anos.

Neste Track participaram empresas de vários setores: do mobiliário, a Fenabel, a Nautilus e a Thomas; a Ondagrafe da indústria gráfica; a Pavnext de I&D; a S. Roque e a Twistop, fabricantes de máquinas respetivamente para indústria têxtil e a indústria alimentar e a Veiga e Barbosa, de joalharia.

Ao longo das sessões de trabalho houve vários momentos de partilha entre as empresas, o que potenciou sinergias e colaboração entre setores assim como experiência entre micro e grandes empresas. Com o base nos seus produtos e/ou serviços e nas suas cadeias de valor, as empresas aplicaram a metodologia e desenvolveram os seus modelos de negócio, tendo resultado um conjunto de ideias com um elevado potencial de aplicação a curto/médio prazo. Das abordagens desenvolvidas, destacam-se a melhoria dos modelos de negócio e design de produto através da combinação da oferta de produtos com maior tempo de vida, a retoma de produtos para novas utilizações ou para o seu recondicionamento, o design modular e o recurso a tecnologias digitais para monitorizar o desempenho dos produtos em fase de utilização, combinando economia circular e indústria 4.0.

Ficou mais uma vez demonstrado que a metodologia CIRCO pode ser aplicada a qualquer tipo de empresa, desde que seja fabricante e responsável pelo design dos seus produtos e serviços e, principalmente, esteja motivada para apostar na inovação e desenvolvimento orientados por objetivos de sustentabilidade e circularidade.

Este Track foi o primeiro completamente realizado em português, desenvolvido e ministrado por facilitadores nacionais, que foram apoiados e avaliados por Cleo de Brabander, formadora CIRCO Internacional. Foi assim concedido, no final do Track, o certificado de formadores CIRCO a Cristina Sousa Rocha, David Camocho e Jorge Alexandre.

Em 2022 o desafio irá continuar, com a realização de mais 8 Tracks de design de negócios circulares, 4 sessões para designers, diversas iniciativas de disseminação e a certificação CIRCO de mais um conjunto de formadores portugueses.

Acompanhe todos os desenvolvimentos e junte-se a nós neste desafio!

Parabéns às primeiras empresas que aceitaram o desafio CIRCO Hub Portugal!

19 outubro 2021

Terminou no dia 12 de outubro o 1º Track de formação do programa CIRCO Hub Portugal. As primeiras empresas nacionais e os futuros formadores portugueses iniciaram a formação CIRCO no dia 15 de setembro, e durante os três workshops tiveram a oportunidade de absorver e aplicar a metodologia CIRCO replicada pela primeira vez em Portugal sob a orientação de formadores holandeses responsáveis pela sua criação. Estiveram presentes: Barros e Matias, BeMetal, FUTE, LARUS, Martos Paletes e Pellets, Moldacampo, Moldegama, MyShirt e Viúva Lamego.

As empresas iniciaram o processo através da caracterização da sua cadeia de valor e da identificação dos pontos de perda de valor (económico e ambiental), sendo a partir deles que definiram um conjunto de oportunidades, culminando numa declaração de ambição da empresa para este projeto.

Essa ambição foi associada a modelos de negócio e estratégias de design circular com maior oportunidade de captura e retenção de valor e estudadas as suas implicações a nível do produto e/ou do serviço, bem como a nível organizacional e da cadeia de valor.

Por fim, formularam um roteiro de implementação devidamente fundamentado em termos de parceiros e atividades necessárias realizar, distribuídas temporalmente e ordenadas por relevância.

Todo este percurso culminou com a estruturação de um pitch que foi apresentado a todo o grupo, formadores e empresas participantes.

É de destacar que, não só neste momento, mas ao longo de todo o Track, foram fomentados períodos de interação entre as várias empresas no sentido da partilha, colaboração e identificação de potenciais sinergias para a fase de implementação que se irá seguir e que iremos decerto acompanhar com muito interesse.

Gostaríamos também de comunicar que já foram selecionadas as empresas que participarão no 2º Track do CIRCO Hub Portugal, a iniciar em novembro, mas salientamos que…

…se a sua empresa desenvolve e fabrica produtos e quer torná-los mais circulares e sustentáveis, então não perca esta oportunidade única e inscreva-se para um dos próximos Tracks de formação que irão decorrer ao longo de 2022.

Junte-se a nós neste desafio e mantenha-se informado através do nosso site.

Track de formação do projeto Circo Hub Portugal

7 setembro 2021

É já no próximo dia 15 de setembro que se dará início ao 1º Track de formação do projeto Circo Hub Portugal.
Os primeiros 20 colaboradores de 10 empresas nacionais e os futuros formadores portugueses terão a oportunidade de absorver e aplicar metodologia CIRCO replicada pela primeira vez em Portugal sob a orientação de formadores holandeses responsáveis pela sua criação.

Não deixe de acompanhar e entrar connosco neste desafio. Se a sua empresa desenvolve e fabrica produtos e quer torná-los mais circulares e sustentáveis então inscreva a sua para os próximos tracks.

Relembramos que a participação é gratuita sujeita a uma carta de compromisso por parte da empresa e que haverá um total de 10 tracks até ao final de 2022. Em 2021 as sessões serão totalmente online, estando previsto que numa evolução positiva da pandemia em 2022 as sessões possam ser mistas.

Haverá ainda lugar a Tracks setoriais preferencialmente os identificados no PAEC-Plano Ação para a Economia Circular.

Entre connosco neste desafio e mantenha-se informado aqui no nosso site.

Abertas as pré-inscrições para a participação no CIRCO Hub Portugal
Criar negócios através do design circular

8 julho 2021

Foi lançado em Portugal, no passado dia 18 de junho, o projeto CIRCO Hub Portugal, criado a partir do programa holandês CIRCO.NL - Creating Business through Circular Design, e resultante de uma colaboração entre o LNEG, o IAPMEI e a APA, financiado pelo Fundo Ambiental.

Este projeto constitui uma oportunidade única para as empresas nacionais fazerem a transição para produtos e modelos de negócios baseados na Economia Circular, recorrendo a um programa de formação testado e com uma elevada taxa de sucesso.

A participação no CIRCO Hub Portugal é gratuita para as empresas e profissionais de design que, desta forma, irão contribuir para o desenvolvimento de uma economia mais circular, enquanto aumentam a sua competitividade, criando valor para si e para os seus clientes.

O primeiro Track de formação (conjunto de 3 workshops) sobre modelos de negócio circulares inicia-se em setembro de 2021 e destina-se a empresas responsáveis pela fabricação de produtos.

A primeira sessão de formação sobre design circular para designers decorrerá em outubro.

Os interessados podem formalizar a sua participação através do preenchimento dos formulários:

Formulário para empresas
Formulário para designers

Logo que possível, serão divulgadas as datas dos eventos.

Assista aqui à gravação da sessão de lançamento do passado dia 18 de junho.

Evento de Lançamento

18 junho 2021

No próximo dia 18 de junho pelas 14h30 decorrerá a sessão de lançamento do Programa CIRCO Hub Portugal.

Outras iniciativas

Informação disponível brevemente.

Galeria

Vídeo de apresentação do Projeto CIRCO Hub Portugal

CIRCO Hub Portugal: experiência e primeiros resultados da capacitação de empresas em design circular
25 de janeiro de 2022 | 15h00 – 16:h30 (online)

Sessão de lançamento do Programa CIRCO Hub Portugal

Sessão de lançamento do Programa CIRCO Hub Portugal
Cristina Rocha (LNEG) | Júlia Tomaz (IAPMEI)

Testemunhos

“O programa CIRCO HUB Portugal deu-nos ferramentas e mentoria que nos permitiram repensar o modelo de negócio da Pavnext e encontrar formas de o tornar mais circular e eficiente, contribuindo para a nossa missão de tornar o planeta mais sustentável.”



"Fez-nos perceber soluções onde achávamos não existirem, ou seja, mudou-nos o “Drive”, provocou em nós uma mudança de mentalidade de tal forma que obtivemos como resultado um novo produto e um novo serviço de consultoria de Economia Circular que nos permitirá a fidelização de Clientes importantes e socialmente responsáveis."

“Este desafio proporcionou-nos uma visão mais real da economia circular. Abriu os nossos horizontes em colaborativas que não tinham sido equacionadas. O CIRCO Hub Portugal é uma fabulosa oportunidade para cada empresa perceber que é um pequeno círculo de vários mais alargados e como é que a sua corrente vai influenciar os demais.”
"A nossa participação permitiu-nos entender o conceito estratégico de economia circular e direcionar o desenvolvimento de produto para promover um crescimento sustentável.

Entendemos a necessidade de desenvolver novos produtos por forma a antever e projetar a vida útil, a promover a sua reutilização, adiar a sua inutilização, a refletir sobre formas de reciclagem no fim do ciclo de vida mas, acima de tudo, como evitar o desperdício. Incentivou-nos a tornar os nossos produtos economicamente viaveis e ecologicamente eficientes, incluindo-os preferencialmente ern ciclos perpétuos de reconversão a montante e a jusante."
" O Grupo ROQ, enquanto indústria consciente da necessidade de um crescimento económico responsável, está a adaptar o seu modelo de económico sob uma perspetiva de Economia Circular.

O sistema de conetividade das máquinas ROQ é o resultado do trabalho que tem vindo a ser realizado nesse sentido, incorporando uma dimensão de Sustentabilidade ao nosso produto ao mesmo tempo que eleva a sua competitividade e otimiza o desempenho de produção no cliente.

A participação no segundo track CIRCO Hub Portugal foi uma enorme mais valia, quer pelo apoio à análise das diferentes abordagens aos Modelos de Economia Circular, quer pelas ferramentas de sistematização de Modelos, intervenientes dos mesmos, ações a realizar e impactos esperados.

O know how dos mediadores deste track, com uma vasta experiência em Economia Circular e Sustentabilidade, permitiu uma sinergia de ideias e conhecimentos com as empresas, tornando a participação extremamente
relevante para o Grupo ROQ."
" A participação no 1.o Track de Design de Negócios Circulares CIRCO Hub Portugal permitiu-nos uma reflexão aprofundada e monitorizada sobre várias problemáticas que já nos preocupavam há algum tempo, nomeadamente
a questão da necessidade emergente de reduzir ou tornar mais eficiente a gestão dos desperdícios da matéria
prima que utilizamos, a pedra mármore.

Depois de termos percebido que o Business Model ideal para a nossa empresa seria inspirado no Classic Long Life, ficou bastante mais claro qual seria o caminho para nos tornarmos mais sustentáveis.

Com as ferramentas e estratégias que adquirimos no Circo Hub, estamos internamente a desenvolver e testar soluções pensadas de forma a dar resposta às necessidades dos nossos clientes profissionais (sobretudo arquitetos e designer de interiores) com a otimização da utilização dos nossos recursos naturais, continuando a ser os parceiros de negócio de confiança de sempre com a nova vantagem de trazer uma consciencialização ambiental para o processo. Queremos continuar a produzir peças de qualidade irrepreensível e que durem uma vida, mas que sejam parte de um processo de fabrico inteligente e ponderado, que tire partido do recurso da pedra natural e que não
gere desperdícios sem critério.

Por outro lado, ainda que numa fase embrionária, estamos, igualmente, a estudar um programa de acompanhamento e manutenção de forma a garantirmos não só o prolongamento do tempo de vida dos nossos produtos aplicados como, quando o cliente assim o decidir, assegurar a sua remoção em segurança, facilitando a reintrodução
da(s) peça(s) no mercado.

Acreditamos que num futuro próximo ser-nos-á possível ter um banco de dados de material BARMAT assente e devidamente monitorizado para posterior remoção sem danificação das peças, recondicionamento e upgrade em fábrica e segunda venda.

Por fim, a participação neste evento permitiu à equipa da BARMAT tempos de reflexão e construção, facilitando a fluidez de ideias e o desenho de novos projetos."
"Somos fabricantes de artigos de ourivesaria em prata. Disponibilizamos uma ampla variedade de modelos, em linha com as tendências de mercado. Simplicidade e detalhe são as nossas premissas.

Urge a necessidade de reforçar a sustentabilidade da nossa atividade económica, melhorando e incrementando novos processos internos, assentes no design circular.

Independentemente de representarmos uma empresa e parte da estrutura que a compõe, somos indivíduos distintos, devido às diferentes experiências pelas quais vamos passando. Esta foi sem dúvida uma das maiores aprendizagens na qual podemos representar a nossa empresa, a única que nos levou a repensar a projeção do nosso negócio sob a luz da circularidade. O projeto que ideamos no CIRCO Hub está em andamento, contanto que veja a luz do dia no 1’ semestre deste ano.

Foi uma boa experiência e enriquecedora, porque pequenos gestos pessoais podem ter dois efeitos: preservar o meio ambiente e diminuir o custo financeiro das matérias, com a reutilização mesmas.

Objetivo: redução em 100% do uso do plástico utilizado no acondicionamento dos produtos.

Plano de ação: criação de duas embalagens modulares de cartão certificado FSC, preferencialmente composta por matéria reciclável, possibilitando o acondicionamento de diferentes produtos numa única embalagem. Pretendemos o uso circular de embalagens entre os agentes económicos, Veiga e Barbosa e clientes, razão pela qual iremos arrancar com duas embalagens permitindo responder às atuais transações comerciais existentes, entrega de mercadoria / receção de concertos e correspondência. Acreditamos que esta estratégia leve a um reforço positivo da imagem percecionada pelo mercado do nosso compromisso sob a sustentabilidade."
Veiga e Barbosa, Lda
Artigos de ourivesaria
em prata
“A participação da Moldegama Industries no primeiro track do CIRCO Hub Portugal permitiu expandir a discussão tão actual da geração de resíduos plásticos, elevando-a para um nível onde a solução para o problema não apenas o mitiga mas pode também trazer vantagem.

Esta acção veio reforçar a convicção que (como actores desta indústria) já tínhamos de que o combate ao enorme problema dos resíduos de plástico tem de ser feito na raiz, reconfigurando as utilizações destas matérias-primas e repensando o papel dos intervenientes da indústria na definição de cadeias de mercado que promovam a redução
dos recursos consumidos e dos resíduos gerados de formas globalmente benéficas, naturalmente
intuitivas e economicamente viáveis.

O conhecimento transmitido no decorrer da track do CIRCO Hub Portugal revelou-se valioso ao permitir a conversão desses princípios e intenções em ferramentas concretas que nos permitem analisar e traçar estratégias reais de acção para combater o desperdício por vias economicamente viáveis, sendo que actualmente esse é um
factor determinante para que os decisores económicos e políticos validem uma acção a pôr em prática
no contexto da economia de mercado vigente.

A estruturação dinâmica dos eventos do track, com a disponibilização antecipada de material informativo seguida de interacções e exercícios realizados a um ritmo intenso permitiu dar a conhecer mas também, com a troca de ideias com os formadores, demonstrar como podemos abordar e discutir o potencial das cadeia de valor, podendo
depois levar mais a fundo essa análise.

No caso concreto da Moldegama, a estratégia a seguir passará por reunir mais conhecimento das boas práticas da indústria circular de transformação de plásticos e  progressivamente actuar junto dos nossos clientes de modo a influenciar as suas escolhas no momento de definir as suas estratégias de mercado com um impacto mais positivo na gestão dos recursos do planeta.”

Contactos

LNEG — Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Estrada da Portela
Bairro do Zambujal
Apartado 7586, Alfragide
2610-999 Amadora
Portugal

Telefone
(+351) 21 092 46 00

Email

circohubportugal@lneg.pt

www.lneg.pt

IAPMEI — Agência para a Competitividade e Inovação, I. P.
Estrada do Paço do Lumiar
Campus do Lumiar
Edifício A
1649-038 Lisboa
Portugal

Telefone

(+351) 21 383 60 00

Email
academia.pme@iapmei.pt

www.iapmei.pt

APA — Agência Portuguesa do Ambiente
Rua da Murgueira 9
Zambujal - Alfragide
2610-124 Amadora
Portugal

Telefone

(+351) 21 472 82 00

Email
encpe@apambiente.pt

www.apambiente.pt

© 2022 | CIRCO Hub Portugal